Warning: mime_content_type(/home/u210603454/public_html/public/uploads/noticias/82c2db54232b3b1b7cecb253ebcebd5e.jpg): failed to open stream: No such file or directory in /home/u210603454/public_html/module/Jornal/view/layout/jornal.phtml on line 55

Warning: getimagesize(/home/u210603454/public_html/public/uploads/noticias/82c2db54232b3b1b7cecb253ebcebd5e.jpg): failed to open stream: No such file or directory in /home/u210603454/public_html/module/Jornal/view/layout/jornal.phtml on line 56

Escola Mário Bonessi participa da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica e da Mostra Brasileira de Foguetes

20/05/2016 15:01:00

A Escola Básica Municipal Mário Bonessi, do bairro Benedito, participou este ano da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) e da Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG), que tem por objetivos fomentar o interesse dos jovens pela Astronomia e pela Astronáutica e ciências afins. As competições são organizadas anualmente pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB), em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB). Essa é a terceira vez que o educandário participa da OBA e a primeira vez da Mostra.


A OBA e a MOBFOG ocorrem totalmente dentro da própria escola, têm uma única fase e são realizadas dentro de um só ano letivo. Desse modo, os certificados e medalhas são recebidos pela escola no mesmo ano letivo. A pessoa responsável pelas atividades na Escola Mário Bonessi é a professora Vilma Schmitz.


A OBA possui uma única fase e consiste na realização de uma prova, no dia 13 de maio, no horário mais conveniente para a escola e no próprio educandário. Na Escola Mário Bonessi a prova foi realizada por alunos do 6º ao 9º ano, envolvendo cerca de 180 estudantes.

A MOBFOG também tem uma única fase, ocorre na própria escola e pode ser realizada até o dia 13 de maio. Consiste no lançamento de foguetes de quatro tipos diferentes, conforme o nível do aluno. A construção dos foguetes em Indaial teve a participação voluntária de pais e alunos do 6º ao 9º ano, que se divertiram no lançamento. O foguete, construído a partir de duas garrafas pet de qualquer volume, fica presa numa base de lançamento fixo no chão, também construída pelos alunos, e tem como combustível somente água e ar, comprimido por uma bomba manual de encher pneus de bicicletas. O evento, que foi realizado no dia 13, contagiou alunos e professores de toda a escola. Por isso, o educandário está programando um novo momento, com novos foguetes, envolvendo também os alunos dos anos iniciais.

Imagens