SC segue com taxas de hepatite maiores que média nacional; Dive alerta para prevenção

01/08/2019 14:24:00
Índice de detecção das variações B e C da doença ultrapassam a média brasileira. Hepatite B não tem cura e Dive-SC recomenda imunização em qualquer idade.

No mês de luta contra as hepatites virais, um boletim da Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive-SC) divulgado nesta quarta-feira (31) mostra um índice já historicamente conhecido: a taxa de detecção das hepatites tipo B e C no estado é maior do que a nacional. Os números preocupam a diretoria, que recomenda a vacinação, no caso da variação B, e os testes para descobrir se a pessoa está com a doença.

A hepatite é, basicamente, uma inflamação no fígado. As variações B e C, ao contrário do que normalmente ocorre com o tipo A, podem evoluir para cirrose e câncer de fígado e levar à morte.

Muitos pacientes não sabem que estão com a doença, segundo a médica infectologista da Dive-SC Aline Vitali Grando. Quando os sintomas aparecem, geralmente a hepatite já está num estado mais avançado.

A Dive-SC recomenda que todas as pessoas façam o teste de hepatite pelo menos uma vez na vida, especialmente a população com mais de 40 anos. "Quando elas eram jovens, não se tinha muita preocupação com biossegurança, com materiais descartáveis, vacinação com seringas descartáveis", explica a médica infectologista da Dive-SC Aline Vitali Grando.

A hepatite B não tem cura, mas tem tratamento para que evitar uma complicação como cirrose e câncer de fígado. A hepatite C pode ser curada. Nos dois casos, o paciente deve procurar orientação médica. Os medicamentos para as duas doenças estão disponíveis na rede pública.

Prevenção

No caso das duas doenças, as medidas são as mesmas. No caso da hepatite B, há a vacinação, que é forma mais eficaz de proteção, conforme a Dive-SC.

·         usar camisinha em todas as relações sexuais

·         não compartilhar objetos de uso pessoal, como lâminas de barbear e depilar e escovas de dente

·         não compartilhar material de manicure e pedicure

·         não compartilhar instrumentos para uso de drogas

·         não compartilhar instrumentos para fazer tatuagens e piercings

Sintomas

As hepatites B e C têm sintomas semelhantes:

·         cansaço

·         tontura

·         enjoo e vômitos

·         febre

·         dor abdominal

·         pele e olhos amarelados

·         urina escura e fezes claras



Fonte: G1 SC

Imagens


  • Autor: Foto: Cesar Lopes/PMPA