Marcos é expulso do "Big Brother Brasil 17" por agressão a Emily

11/04/2017 08:39:00
Apresentador Tiago Leifert afirmou que "ficaram comprovados indícios de agressão física"

Marcos está fora do BBB 17. A exclusão do médico gaúcho foi anunciada oficialmente na edição desta segunda-feira do reality show, horas depois de a polícia do Rio de Janeiro ir aos estúdios da Globo investigar a possível lesão corporal do médico contra a estudante. Emily passou por exames médicos que, segundo Tiago Leifert, comprovaram indícios de agressão física.

 

— Com base nesse inquérito, tivemos uma nova conversa profunda com a Emily, inclusive com exame médico. Desde o primeiro momento, desde que tudo aconteceu, a Globo agiu firmemente, incansavelmente, a gente envolveu advogados, especialistas, psicólogos. Conversamos muito para tomar uma decisão correta, justa. Na conversa de hoje, ficaram comprovados indícios de agressões físicas. No BBB, agressão gera expulsão, e a decisão foi tomada: o Marcos está eliminado do BBB 17 — disse o apresentador Tiago Leifert.


Os participantes receberam a notícia da expulsão quando Marcos já não estava mais na casa. Bastante abalada, Emilly chorou e foi amparada pelas outras duas finalistas. Com isso, Emilly, Ieda e Vivian foram automaticamente para a final.


Desde a madrugada de sábado, quando Marcos encurralou Emilly contra a parede durante uma festa do BBB 17, a polêmica sobre o assunto só cresce. O médico apontou o dedo no rosto da concorrente e a impediu de sair de perto da parede, onde os dois discutiam. Em outro momento, ele segurou a mão da gaúcha, que reagiu falando:


— Marcos, está doendo.


Confronto e repercussão


Na festa da noite de sábado, Marcos e Emilly tiveram uma discussão, com direito a gritos. O médico apontou o dedo no rosto da concorrente e a impediu de sair de perto da parede onde os dois discutiam. Em outro momento, ele segurou a mão de Emilly, e ela reagiu:


– Marcos, está doendo.


No domingo, a hashtag #MarcosExpulso dominou as discussões no Twitter. Usuários da rede social alegam se tratar de uma reação às agressões de Marcos à Emilly no "BBB17". 


Mesmo envolvido em diversas polêmicas, Marcos venceu a paranaense Marinalva no paredão de domingo. A paratleta foi eliminada com uma votação expressiva pelo público — 77,17%, enquanto o gaúcho levou somente 22,83% dos votos. 


Antes do anúncio, o apresentador do reality, Tiago Leifert, mostrou, em uma espécie de retrospectiva, os fatos que culminaram na discussão entre Marcos e Emilly, que gerou revolta nas redes sociais. Disse que os dois foram chamados ao confessionário e que a produção os alertou que o comportamento do casal preocupa a direção do "BBB". 


— O "Big Brother" está preparado para interferir e proteger os participantes — disse Leifert, para afirmar, em seguida, que Emilly foi aconselhada a denunciar qualquer tipo de violência. 


Depois do anúncio de sua permanência, Marcos comemorou a vitória com Emilly. 


— Acho que a sua permanência aqui é muito mais importante para mim do que para você, porque você está do meu lado — afirmou Emilly. 


Ex-participante do "BBB 17", a gaúcha Mayla se manifestou em sua conta no Twitter sobre a agressão de Marcos contra sua irmã, Emilly. 


"Quero deixar claro para todos, meu pai está em contato com a produção. Chegou no limite. Estamos devastados com tudo que vimos", escreveu Mayla na publicação.

Fonte: JSC

Imagens


  • Autor: REPRODUÇÃO GLOBO